Resenha do Filme: Um Grito de Socorro


Não importa o lugar, toda escola é igual. Sempre tem os inteligentes, os desligados, as bonitas e os que são alvos de brincadeiras de mal. Jochem é gordinho, por isso ele sofre com as 'brincadeiras' constantes de Sanny e seus amigos, desde roubos de material á embriagá-lo.
No filme temos Vera e Davi que viram amigos de Johann, defendem eles mais não fazem muito para ajudá-lo, pois todos sempre acham que seus problemas são piores do que o de outros, mas na maioria das vezes não. Esse filme de sensibilizou muito, porque como já passei por essa fase também, eu sei o que ele sentiu.

 O filme é holandês, adaptado do livro da Carry Slee. Quando Davi e Vera encontram o possível lugar onde Jochem está já é tarde demais.
Então nas homenagens que a escola prepara para ele, Davi fala sobre como todos viam Jochem ser maltratado e todos se omitiam, até mesmo as autoridades da escola fechavam os olhos ou só viam como brincadeiras.

 Eu chorei muito vendo o filme, imagine a pessoa que tinha ido dormir cedo e do nada eu acordei e quando liguei a tv estava passando o filme.
 Ai começou todos a falarem do filme e manisfestar suas opiniões via Whastapp. Super indico para todos esse filme, e espero que possam vê-lo qualquer dia.
 Beijos

14 comentários:

  1. Parece ser o tipo de filme que me agrada. Gosto de coisas que rebuscam as emoções humanas... tanto se tratando de bullying, como as confusões de um homossexual recém-descoberto, ou os distúbios de um viciado... Enfim...
    O ser humano é tão interessante...
    Vou atrás de ver o filme ;) Obg pela dica!
    Bjs,
    http://penny-lane-blog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não curto muito esse tipo de filme, rs...

    Beijos! | @steffanylopess
    www.soentreamigas15.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Poxa, que pena pelo jochem. O cara é maltratado, e depois morre. Acho que isso acontece muito na vida real, vou assistir depois, deve ser legal! Aliás, bullying é uma coisa inaceitável, e as pessoas deveriam assistir o filme pra se ligar.
    Kisses!

    http://uni-corns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vi que passou ontem em Super Cine, só não assistir por ser muito tarde, mas vou guardar aqui para assistir depois.

    www.rockcomluxo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lola, nunca ouvi falar deste filme antes, mas gostei da proposta, e acho legal se ele conseguiu emocionar. Acho fantástico quando não pretendemos assistir a algo, e que um filme simplesmente "aparece" e não conseguimos mais desgrudar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. nunca vi mas já to curiosa
    boraaaaa
    bezo
    http://guriabunitabykhen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Hummm pena que o vídeo foi bloqueado.
    Interessante o filme.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Acho que o filme é muito interessante, pela sua resenha!
    Parece de fato ser um filme antigo mas que trata de um tema ainda muito atual na sociedade, né? O bullying infelizmente ainda está muito forte no mundo :(
    Deveriam passar mais vezes, ainda não assisti :x
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  9. A maioria das vezes o bullying é mesmo omitido, ou diminuído, o que faz a gente ficar com essa sensação sufocante e impotência.
    Já assisti muitos filmes que foram profundos nessa questão, que abordaram os motivos do suicídio e tudo mais, e aqueles que falaram de maneira supérflua, mas é interessante como sempre tem uma face diferente para usar sobre esse assunto.
    Pergunto-me se esse filme está na lista do Netflix para que eu possa assistir XD

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. Olá Natalia, o nome do Davi de verdade é Robin Boissevain.
      beijos

      Excluir
  11. Bom. Não gostei muito do filme achei triste demais porém,uma realidade que não deixa de ser vivenciada até os dias atuais . E como nem todos os filmes no final tudo dara certo, super interessante pois causou expectativas contrárias aos telespectadores, espero que tenha servido de lição para muitos que presenciam situações como essa e não podem ajudar, podemos ajudar sim de alguma forma o que não podemos é se arrepender do que não se pode ter feito quando podia afinal. faça o bem, sem ver a quem , bjs

    ResponderExcluir

Web Analytics